Acupuntura, a cura na ponta da agulha


Imaginar agulhas espetando o próprio corpo é motivo de aflição para muita gente. Mas, ao contrário do que aparenta, a acupuntura não é dolorida e traz inúmeros benefícios ao paciente – ainda mais em conjunto com a prática de Vidya Yoga. Para explicar esta técnica milenar, o médico Francisco Barros (Mestre Prakash Narendra), Vice-presidente da Ordem Filosófica Vidya e especialista em acupuntura e Medicinal Tradicional Chinesa, dá seu ponto de vista. Confira!


- Como funciona o tratamento da acupuntura?

Dr. Francisco: A acupuntura é um recurso terapêutico que consiste na inserção de agulhas no corpo do paciente. A técnica estimula o próprio organismo a melhorar seu funcionamento, levando-o ao equilíbrio ao tratar os meridianos ou canais de energia (nadis). Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a acupuntura pode agir complementarmente como tratamento para todas as doenças e distúrbios emocionais.


- Para quem não conhece sobre o assunto, achar o ponto correto no corpo para a aplicação da acupuntura pode ser tão difícil quanto encontrar uma agulha no palheiro. Em que princípios a técnica se baseia para a aplicação das agulhas?

Dr. Francisco: Os pontos em que as agulhas são inseridas são chamados de “Pontos de Acupuntura” ou “Acupontos” e se distribuem sobre os “meridianos” (nadis), canais por onde flui a energia (prana) no corpo. O médico estuda o caminho e o funcionamento destes canais para conhecer e saber as funções de cada ponto de acupuntura.

“A acupuntura é uma especialidade médica reconhecida e comprovada cientificamente em todo o mundo. No Brasil, é reconhecida pelo Conselho Federal de Medicina. De acordo com a OMS, é um método de tratamento complementar e foi declarada Patrimônio Cultural Intangível da Humanidade pela Unesco, em 2010. Há inúmeras pesquisas comprovando a eficácia da acupuntura e da Medicina Tradicional Chinesa (MTC)”, explica o Dr. Francisco.

108 visualizações