Nota de esclarecimento | Sobre a Filosofia Vídya

A fim de facilitar a compreensão da Filosofia Vídya (ou Raja Vídya) e sua aplicabilidade a nossos praticantes, alunos, amigos e familiares - que, em muitos casos, interpretam erroneamente o conceito e sem maldade; porém, também verifica-se a interpretação propositadamente por pessoas, ora ignorantes, ora instruídas - o Grupo Vídya esclarece as diferenças entre seita, religião e filosofia, descritos a seguir:


  • FILOSOFIA: ramo do saber que procura entender os conceitos ou as essências de tudo o que existe no mundo, criando, assim, definições conceituais. Desta forma, a expressão “filosofia de vida” descreve um conjunto de ideias e atitudes que fazem parte da vida de um indivíduo ou grupo de pessoas. Diferentemente da religião, uma filosofia de vida não abarca um dogma, mas possui uma doutrina, portanto, um corpo doutrinário com valores a serem seguidos, e permite questionamentos. Pressupõe, também, comprovações científicas.

  • RELIGIÃO: vem do termo latim religare, que significa unir, religar. Designa a crença em um ou vários deuses, superiores por alguma ou várias características aos seres humanos e que, de algum modo, criam, governam e ordenam o mundo natural. As religiões, em geral, dizem respeito à crença no sobrenatural, portanto, não podem ser comprovadas por meio das ciências da natureza. Possuem um dogma a ser seguido e, portanto, não admitem questionamentos.

  • SEITA: deriva do termo latim secta, que significa seguidor. Geralmente, uma seita é fundada quando uma ou mais pessoas passam a divergir do pensamento tradicional e acumulam seguidores dessa nova forma de pensar. Neste contexto, o site Brasil Escola aponta que até mesmo Jesus Cristo fundou uma seita, pois os seus apóstolos passaram a segui-lo e o que veio em seguida foi uma ruptura com a religião judaica. Da mesma forma, o Budismo é considerado uma seita – ou dissidência – do Hinduísmo. As seitas podem estabelecer-se no âmbito religioso, político, moral e até filosófico.

___________

Fontes: Dicionário Aurélio e Brasil Escola.

A classificação da Filosofia Vídya


Com base nestas definições, reafirmamos que os preceitos éticos e a doutrina ensinada e praticada pelos seguidores da Filosofia Vídya têm, como elucida sua nomenclatura, origem filosófica e espiritualista. Assim sendo, encorajamos os questionamentos e consideramos o estudo científico fundamental para o avanço nesta senda e estilo de vida.


Além, a Filosofia Raja Vídya não possui dogmas, descaracterizando-a como religião, nem mesmo está registrada como tal. Da mesma forma, seus ensinamentos originais, datados de mais de 10 mil anos – como comprova o livro hindu Bhagavad Gita (cap. 9, versículo 2) – não foram adulterados nem houve dissidências que a caracterizassem como seita. Afinal, a transmissão desta filosofia se dá pelo tradicional estilo de ensino paramparáy, ou seja, de Mestre a discípulo, mantendo-a intacta por milênios.


Em relação à doutrina e conceitos filosóficos e espiritualistas, a Filosofia Vídya preconiza que o conhecimento de si mesmo é a forma mais eficaz de cura e de ampliação da consciência, a qual compreende como a meta suprema do ser humano. Para tal, ensina aos praticantes e simpatizantes diversas ferramentas que auxiliam no autoconhecimento e, por conseguinte, na evolução espiritual (prática do Yoga, das artes marciais, psicanálise, massagem, acupuntura, homeopatia, entre outros).


A propagação da Filosofia Vídya pelo Grupo Vídya


Apesar de a Filosofia Vídya ser ancestral, a modernização do planeta trouxe a necessidade do registro formal da linha Raja Vídya Yoga – que foi, inclusive, codificada pelo Mestre Uberto Gama e teve sua legitimidade reconhecida pelo Vishwa Unnyayan Samsád (antigo World Development Parliament) na capital da Índia, Nova Déli. Desta codificação nasceu Grupo Vídya e suas marcas próprias e oficiais, como o Sistema Vídya, o Song Do, etc. Saiba mais sobre isso aqui.


Assim, ressaltamos que o Grupo Vídya é a instituição administrativa que se digna a perpetuar os ensinamentos da Filosofia Vídya, ofertando diversos serviços ao público em geral com base em preceitos que guiam ao autoconhecimento. Dentre estes, destacam-se as aulas de Raja Vídya Yoga, aulas do estilo marcial Song Do, cursos livres, atendimentos de Massagem Indiana, de psicanálise e de medicina ayurvêdica.


O Grupo Vídyá mantém-se à disposição para dúvidas e, em seu cunho filosófico, está sempre aberto a questionamentos pautados na ética e no respeito mútuo. Agradecemos a lealdade e a amizade de quem conhece o trabalho sério e competente de nosso Presidente, o Mestre Uberto Gama, do Conselho Superior de Mestres e dos profissionais que propagam a Filosofia Vídya.


Atenciosamente,


Assessoria de Imprensa e Comunicação do Grupo Vídyá

58 visualizações3 comentários

Posts recentes

Ver tudo